Entre em contato

Formulário





Fale conosco diretamente

  • Telefone

    (11) 9-8945-3610

  • E-mail

    contato@flyage.com.br

  • Horário de Atendimento

    Seg à Sex dás 09hs às 19hs

  • Localização

    Rua do Paraíso, 347 - Paraíso - São Paulo - CEP: 04103-000

X

Solicitação rápida

Formulário





X

Fale conosco diretamente

  • Telefone

    (11) 3864-9249

  • E-mail

    contato@flyage.com.br

  • Horário de Atendimento

    Seg à Sex dás 09hs às 19hs

  • Localização

    R. Heitor Penteado, 113 - Sumarezinho, São Paulo - SP, 05437-000

Confira o que são os gatilhos mentais e como usá-los nessa continuação da série sobre copywriting.

No último post da série sobre copywriting, explicamos de onde veio esse conceito e qual a sua importância para estratégias e ações de marketing que visam atrair mais clientes. Hoje, você irá conhecer uma das mais importantes técnicas para ser um bom copywriter: os gatilhos mentais.

Sabe aquelas coisas que fazemos no modo automático como, por exemplo, respirar ou até mesmo mastigar a comida ao se alimentar? Pois bem, isso acontece porque nosso cérebro toma, em média, 35.000 decisões por dia e, como uma máquina perfeita, ele “automatiza” algumas ações para que possamos nos concentrar em situações que exigem soluções e decisões mais complexas.

Copywriting

Essas ações automáticas comandadas pelo subconsciente são os chamados gatilhos mentais e podem acontecer também quando a decisão é de comprar ou não comprar. Existe um conjunto de sinais que são memorizados pelo nosso cérebro e que nos fazem optar por comprar um ou outro produto. E é aí que a gente entra!

Gatilhos mentais como ferramentas para o copywriting
Os gatilhos mentais são técnicas fundamentais para o processo de copy. Grandes motivadores psicológicos, esses comandos estimulam atividades cognitivas e padrões de comportamento que dão aquele empurrãozinho que faltava para alguém tomar uma atitude – no caso, seu cliente ou prospect.

No caso de textos para o marketing digital, do copywriting, os gatilhos serão palavras que conduzirão decisões simples de maneira menos complexa e menos exaustiva, através de comandos e frases que propõe um direcionamento – os famosos CTAs ou call to action.

Os gatilhos mentais certos serão definidos a partir da ideia de persona e público-alvo de cada empresa. E sua essência é despertar algum tipo de emoção através do comando ou palavra de ordem.

Tipos de gatilhos mentais (parte 1)

Autoridade
Talvez esse seja o gatilho mais simples de ser explicado. Isso porque todo mundo tende a valorizar mais a opinião de alguém que é conhecido por conhecer determinado tema (seja ele qual for). Dessa forma, é preciso se posicionar como quem sabe do assunto, como autoridade no seu nicho de mercado, para estreitar relações com seus potenciais clientes e criar um relacionamento de confiança.

Escassez
O gatilho da escassez parte da ideia de agregar valor a partir da limitação de um item ou produto. Por exemplo: algumas plataformas utilizam esse gatilho ao mostrarem, junto aos produtos disponíveis para venda, o número de unidades restantes e a quantidade de pessoas que estão navegando na mesma página, naquele mesmo momento. Esse tipo de gatilho pode ser o estímulo para que o visitante sinta a real necessidade de concluir a compra.

Evitar a dor
É muito comum ver pessoas agindo impulsivamente para evitar a dor. A verdade é que o comportamento humano é direcionado por essa necessidade de evitar dores e pelo desejo de obter prazer. Aqui, a nossa chavinha vira e entendemos que conhecer nossos clientes é fundamental: ao conhecê-los, conhecemos suas dores. Esse tipo de gatilho é muito comum e temos certeza que você já se deparou com ele em frases como: compre isso e economize X reais por ano em manutenção.

Reciprocidade
É natural do ser humano querer retribuir. Por essa razão é tão importante gerar valor para o cliente. Este é um investimento que não traz um retorno imediato mas, se o processo de jornada de compra do cliente e todas as etapas do funil de vendas forem respeitados e bem definidos, o gatilho da reciprocidade pode aumentar significativamente as vendas de uma empresa.

Fique de olho aqui no nosso blog para ver a parte 2 dos gatilhos mentais! 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *